Cotidiano

VÍDEO: cliente compra lanche com larvas em panificadora da Capital

Dono de padaria afirma que produção é fiscalizada

Midiamax Publicado em 27/06/2016, às 14h26

None
pao_2321.jpg

Dono de padaria afirma que produção é fiscalizada

Um VÍDEO publicado no Facebook, na manhã desta segunda-feira (27), tirou o café da manhã de muita gente. As imagens que circulam desde cedo nas redes sociais mostram larvas dentro de um lanche, que de acordo com as informações, foi comprado em uma panificadora no Jardim Parati, na região sul de Campo Grande.

De acordo consumidora, o lanche foi comprado para a filha, que antes de comer percebeu as larvas. "Minha filha comprou o pão e o recheio veio complementado com COROS!! Essa palhaçada pode matar uma pessoa por intoxicação alimentar. E eu deixo aqui para vocês o vídeo, tomem cuidado pois não sou a primeira pessoa a vivenciar uma palhaçada dessa", diz parte da mensagem publicado pela cliente. 

Procurado pela equipe de reportagem do Jornal Midiamax, Mario Luiz Rosa, de 42 anos, dono da panificadora, fundada há 20 anos, diz que os alimentos vendidos são fiscalizados. "Toda a nossa produção é fiscalizada. Temos alvará. Nossos funcionários têm curso de manipulação de alimento e tudo fica na temperatura adequada. Depois que soube do vídeo fiscalizei tudo e não consegui detectar nenhum problema. Olhei e abri tudo", declara.

O proprietário da panificadora afirma ainda que não foi procurado pela consumidora e que só soube do caso por meio de um amigo. "Um amigo recebeu o vídeo no WhatsApp e veio me mostrar. A cliente não falou comigo. Nunca tive reclamação desse tipo. É a primeira vez que isso acontece. Se ela me procurar, vou ressarcir, pedir desculpas e analisar o material. Estamos aqui para dar todo apoio, mas a verdade é que nem eu acredito que isso aconteceu. Todo mundo está sujeita a algo assim", declara.

Questionado a respeito do que pode ter proporcionado a criação de larvas, ele diz que o lanche pode ter sido guardado de maneira inadequada. "Pode ser que ela tenha comprado em um dia e alguma mosca ter colocado os ovos. Nossa produção é diária. Fabricamos à tarde e deixamos até o início da tarde do dia seguinte e tudo fica na câmara climática, na temperatura certa", garante. 

Embora o proprietário afirma que a cliente tenha deixado o lanche armazenado de maneira incorreta, a consumidora garante que comprou o produto pela manhã, ainda quente e que ao abrir encontrou as larvas. "Acabamos de comprar o pão de manhãzinha e olha como está. Cadê a fiscalização",  questiona. 

A equipe de reportagem do Jornal Midiamax tentou falar com a consumidora, no entanto, até o fechamento deste texto não houve retorno. Assista ao VÍDEO.

Jornal Midiamax