Cotidiano

Universidade cria Disque Zika para intensificar combate ao Aedes aegypti

Iniciativa é do ministério da Educação

Kemila Pellin Publicado em 19/02/2016, às 19h47

None
image_large.jpg

Iniciativa é do ministério da Educação

A UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) aderiu a campanha Escola sem Zika, do Ministério da Educação e criou um canal direto para denúncias de focos de mosquito dentro co campus. A partir de agora, estudantes e servidores podem encaminhar fotos e informações sobre a localização de focos do mosquito para o número (67) 9104-6566, popularmente batizado como Disque Zika.

Conforme a universidade, a criação de uma comissão de servidores que estarão em diálogo direto com o Ministério da Educação para seguir as orientações nacionais de combate ao mosquito, também vai auxiliar nas ações de combate ao Aedes.  Essa comissão é formada por cinco servidores que farão a coordenação de ações de sensibilização, de mobilização, de vistoria e de limpeza nas instalações da UFGD, com objetivo de prevenir e eliminar focos do mosquito.

A ouvidoria da UFGD também está a disposição no e-mail [email protected] e no telefone 3410-2754. 

Jornal Midiamax