Cotidiano

Sindicato entra com pedido de liminar para cobrar salários de agentes de limpeza

Categoria deflagrou greve nessa quarta-feira

Caroline Carvalho Publicado em 23/06/2016, às 12h54

None
img-20160615-wa0027.jpg

Categoria deflagrou greve nessa quarta-feira

O Steac (Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Asseio e Conservação) ingressou na Justiça com um pedido de liminar para garantir o pagamento dos trabalhadores da Douraser, terceirizada responsável pelo trabalho de limpeza e conservação da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul). A categoria decretou greve na tarde dessa quarta-feira (22), mas está paralisada desde o dia 14 de junho.

“A greve foi instalada ontem à tarde e agora estamos aguardando uma liminar da justiça que vai conceder o dinheiro que está bloqueado na UFMS para pagar os salários dos trabalhadores”, diz o vice-presidente do Steac, Ton Jean Ramalho. Ele se reunirá com a reitoria da universidade na manhã desta quinta-feira (23), para apresentar propostas da universidade para resolução da situação.

A categoria deflagrou greve após não ter acordo com a Douraser. Segundo informações do sindicato, o proprietário da empresa, Messias José da Silva, teria proposto que o salário do mês de maio fosse pago em duas parcelas, sendo a primeira metade paga em julho e a segunda em agosto. A proposta foi imediatamente rejeitada pelos trabalhadores.

De acordo com o sindicato, há aproximadamente 100 profissionais com contrato vigente com a empresa, que além do atraso dos salários, ainda estão sem vale-alimentação e férias atrasadas, além da falta de materiais de limpeza e EPI (Equipamento de Proteção Individual).

(Supervisão, Aline Machado)

Jornal Midiamax