Cotidiano

Rio de Janeiro, Salvador e Curitiba também registram protestos neste domingo

Protestos são contra o governo e o impeachment

Tatiana Marin Publicado em 04/09/2016, às 20h51

None
protesto-rio-040916.jpg

Protestos são contra o governo e o impeachment

Protestos contra o governo do presidente Michel Temer acontecem simultaneamente em algumas capitais do Brasil neste domingo (4). Além de São Paulo, manifestações são registradas no Rio de Janeiro, Salvador e Curitiba.

Rio de Janeiro

Centenas de pessoas carregando cartazes de “Fora Temer”, “Diretas Já” e classificando como golpe o processo de impeachment, protestaram neste domingo (4) no Rio de Janeiro. Segundo informações do G1, o movimento iniciou-se por volta das 11h, do horário local, em frente ao Copacabana Palace e dirigiu-se pacificamente, sendo acompanhados pela Polícia Militar, até o Canecão, onde finalizou-se às 15 horas.

De acordo com o que foi divulgado pelo portal, a PM não divulgou o número de participantes do protesto, porém os organizadores estimaram 2 mil pessoas presentes.

Salvador

Salvador também foi palco de protestos neste domingo (4). Com informações do portal G1, um grupo de manifestantes ocupou parte das pistas do Campo Grande, no centro de Salvador. Os gritos de protesto eram contra a posse de Michel Temer após o impeachment de Dilma Rousseff. Por volta das 15h as pessoas começaram a se reunir e às 16h40, os manifestantes se dirigiram ao Farol da Barra.

De acordo com as informações divulgada pelo G1, a Polícia Militar contabilizou 300 participantes no ato, já os organizadores do evento disseram que havia mil pessoas reunidas no Campo Grande. A manifestação é organizada pela CUT (Central Única dos Trabalhadores), centrais sindicais de esquerda e pelas frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular, além de pessoas que não são ligadas a nenhuma entidade.

Curitiba

Manifestantes contrários ao governo do presidente Michel Temer (PMDB) se reuniram para protestar em Curitiba às 17h, do horário local, na Praça 19 de Dezembro, no Centro Cívico. Segundo foi divulgado pelo G1, o grupo pretendia caminhar por ruas de Curitiba.

O protesto foi organizado através de evento no Facebook, onde 2,6 mil pessoas confirmaram presença. Segundo a Polícia Militar, às 17h50,  havia 200 pessoas no local, mas o número estava aumentando. Até o mesmo horário, a organização do evento não tinha contabilizado o número de participantes.

Jornal Midiamax