Cotidiano

Responsáveis por limpeza das UBS, terceirizados vão à justiça por salário

Eles ainda não receberam o 13°

Clayton Neves Publicado em 23/12/2016, às 16h38

None
dd77df02-9bf6-4fd2-afc5-ef26d4aaaef2.jpg

Eles ainda não receberam o 13°

Com medo de ficar sem o salário referente ao mês de dezembro, trabalhadores da Mega Serv, empresa responsável pela limpeza dos postos de saúde de Campo Grande, pretendem entrar na Justiça para garantir que o pagamento seja feito. Nesta sexta-feira (23) os profissionais paralisaram as atividades em protesto por não terem recebido o décimo terceiro salário.

De acordo com Ton Jean Ramalho, vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Asseio e Conservação de Mato Grosso do Sul, que representa a categoria, os terceirizados temem ficar sem o pagamento, já que o contrato da Mega Serv com o Município vence no dia 31 deste mês. “Eles não pagaram nem o décimo terceiro, quem vai garantir que vão pagar o salário”, questiona.

O vice-presidente disse que o departamento jurídico do sindicato analisa a possibilidade de protocolar pedido de liminar solicitando que os recursos da empresa sejam retidos, a fim de que o pagamento dos funcionários seja repassado em janeiro.  

Sobre a paralisação, o representante do sindicato afirma que na quarta-feira (21), assembleia entre os trabalhadores deliberou pela greve até que o décimo terceiro seja pago. “Tivemos a promessa de que todo o décimo iria ser depositado no dia 20, como isso não aconteceu, decidimos pela paralisação e comunicamos a empresa dessa decisão”, explica.

Jornal Midiamax