Cotidiano

Proprietário que destelhou imóvel após ‘invasão’ de morcegos será notificado

CCZ nega orientação para total retirada do telhado

Midiamax Publicado em 18/11/2016, às 17h30

None
unnamed.jpg

CCZ nega orientação para total retirada do telhado

Após solucionar um problema e criar outro, o proprietário de um imóvel localizado, na Rua 7 de Setembro, será notificado pelo CCZ (Centro de Controle de Zoonoses). A casa  localizada no numeral 1025, entre a Pedro Celestino e a Padre João Crippa, no Centro, de Campo Grande, havia se tornado habitat de morcegos, mas após ser destelhada, os pisos expostos à água da chuva se tornaram criadouros para o Aedes aegypti, o mosquito transmissor da dengue.

Um dos moradores protocolou um ofício no CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), no dia 31 de março deste ano, sobre os morcegos habitando a residência. Ele afirma que o pedido foi atendido seis meses depois.

"Destelharam a casa, mas agora, os pisos estão expostos à água da chuva, que é fonte ideal para a criação do mosquito aedes aegypti", relata.

O Jornal Midiamax indagou a assessoria de imprensa da Prefeitura de Campo Grande e da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), sobre a situação do local, que afirmou que uma equipe do CCZ deve notificar o  proprietário para que tome as devidas providências. A assessoria reitera que a casa estava com a presença de morcegos no forro, e, que o CCZ orientou o dono a vedar a entrada dos animais e não retirar todo o telhado.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Jornal Midiamax

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp da redação, no número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem diretamente com os jornalistas do Jornal Midiamax. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total anonimato garantido pela lei.

Jornal Midiamax