Cotidiano

Pacientes reclamam de demora em atendimento em unidades de saúde da Capital

Espera é de mais de três horas

Midiamax Publicado em 23/09/2016, às 13h40

None
escala_de_medicos_23-09-2016.png

Espera é de mais de três horas

Moradores de Campo Grande que precisam utilizar o SUS (Sistema Único de Saúde) reclamam da falta de médicos e demora no atendimento nas unidades de saúde da Capital. No o CRS (Centro Regional de Saúde) Coophavila II  –  Dr. Waldeck F. de Castro Lima, os paciente tiveram que esperar por mais de três horas para que fossem atendidos nesta sexta-feira (23). 

Amanda Cristin, de 22 anos, diz que chegou à unidade por volta das 6h30 sentindo tontura, enjoo e dor de cabeça. Depois de passar pela triagem descobriu que a pressão também estava abaixo do normal. Conforme os relatos, até as 10 horas ela ainda aguardava atendimento.

“É um desrespeito porque até agora só deram uma satisfação porque perguntamos. Primeiro disseram que só tinham um médico, depois retornaram e disseram que tinham três médicos, mas que eles estavam atendendo os pacientes do repouso.  

Conforme a escala de plantão médico, divulgada pela Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), pela manhã deveriam ter três médicos para pacientes adultos, à tarde quatro e à noite cinco no CRS Choophavila II. 

A assessoria de comunicação da Secretaria confirma ter recebido, nesta manhã, denúncias sobre a demora de atendimento em algumas unidades de saúde da Capital e explica que ao problema se dá devido a tabela de classificação de risco, que prioriza os atendimentos de urgência. 

Confira abaixo a escala divulgada pela Sesau.

Foto - Divulgação Sesau

WhatsApp: fale com os jornalistas 

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp do Jornal Midiamax, no número (67) 9207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.

Jornal Midiamax