Cotidiano

Máquinas de Bumlai são retiradas de usina para quitar dívidas

Empresário está preso desde o dia 24 de novembro

Midiamax Publicado em 22/01/2016, às 19h20

None
usina_bumlai.jpg

Empresário está preso desde o dia 24 de novembro

Várias máquinas pesadas foram retiradas na manhã desta sexta-feira (22) da Usina São Fernando, que tem como principal controlador o pecuarista sul-mato-grossense José Carlos Bumlai, preso na Operação Lava Jato desde novembro. Um dos maiores credores, o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social), entrou com um pedido de falência por uma dívida de R$ 300 milhões.

Segundo o Site Dourados News, até o momento foram retirados caminhões pipa, de comboio, transbordo e alguns cavalinhos. Os veículos foram levados para um terreno na região do Bonanza, na BR-463.

A situação da empresa piorou nos últimos anos. O BNDES entrou com pedido de falência depois da empresa não quitar uma dívida de R$ 300 milhões. O pedido de falência foi protocolado na 5ª Vara Cível de Mato Grosso do Sul no dia 3 de agosto do ano passado. Informações ainda dizem que a empresa não paga o banco há mais de um ano.

Máquinas de Bumlai são retiradas de usina para quitar dívidasEssa não é a primeira vez que bens da empresa são retirados para a quitação de dívidas. Segundo o site, por determinação da Justiça em fevereiro de 2015, veículos leves, motocicletas e caminhões foram transportados via guincho para fora do pátio da usina, porém, uma liminar por parte do departamento jurídico da empresa conseguiu retomar os bens.

Bumlai é conhecido no agronegócio pela produção pecuária no Estado. A Usina sucroalcooleira é administrada pelos filhos de Bumlai, José Carlos, Guilherme e Maurício Bumlai.

Preso na Polícia Federal de Curitiba, o empresário é suspeito de intermediar o pagamento de propina ao PT. Ele foi detido no dia 24 de novembro na Operação Passe Livre, a 21ª fase da Operação Lava Jato, que cumpriu também 25 mandados de busca e apreensão e outros seis de condução coercitiva.

Jornal Midiamax