Cotidiano

Indígenas e fazendeiros concordam por ocupação provisória

Justiça realizou audiência de conciliação sobre comunidade Taquara

Midiamax Publicado em 29/06/2016, às 21h52

None
fotobrasiliadosul.jpg

Justiça realizou audiência de conciliação sobre comunidade Taquara

Audiência de conciliação realizada na terça-feira (28) entre lideranças indígenas e fazendeiros resultou em um acordo de ocupação provisória sobre as terras da Comunidade Indígena Taquara, que fica na Fazenda Brasília do Sul, em Juti, a 315 quilômetros de Campo Grande. A audiência aconteceu na 1ª Vara Federal de Naviraí, com presença de representantes da União, da Funai (Fundação Nacional do Índio) e do MPF (Ministério Público Federal).

Depois de conversas entre as partes, sob a presidência do juiz federal João Batista Machado, fazendeiros e indígenas chegaram a um acordo de ocupação provisória sobre as terras, que abriga hoje cerca de 100 famílias indígenas guaranis-kaiowá. 

A fazenda, objeto da disputa judicial entre índios e fazendeiros está ocupada, em parte, pela comunidade indígena que, a princípio, ocupava uma área de 96,80 hectares, por determinação do TRF3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região). Posteriormente, com receio de conflito, a área passou a 1.581,295 hectares, por decisão do STF (Supremo Tribunal Federal). 

Jornal Midiamax