Cotidiano

Funcionário de gráfica segue no CTI 38 dias após receber descarga elétrica

Estado de saúde é grave

Renata Portela Publicado em 06/05/2016, às 14h44

None
eletrocutado.jpg

Estado de saúde é grave

Mais de um mês após ser eletrocutado, Robson Arguello de Macedo, de 25 anos, segue internado no CTI (Centro de Terapia Intensiva) da Santa Casa de Campo Grande. Ele trabalhava no dia 30 de março, quando recebeu descarga elétrica e caiu da escada de aproximadamente 4 metros.

Conforme o hospital, Robson teve 60% do corpo atingido por queimaduras de 2º e 3º e sofreu várias fraturas por conta da queda. Após 38 dias, o estado de saúde dele não apresentou mudanças e ainda é considerado grave.

Acidente

Robson subiu em uma escada de metal para trocar a lâmpada de uma placa de propagandas, que acabou encostando na rede de alta tensão. Ele sofreu o choque e foi arremessado ao solo, quando quebrou os dentes por conta do impacto. Robson sofreu várias queimaduras pelo corpo, além das fraturas.Funcionário de gráfica segue no CTI 38 dias após receber descarga elétrica

Duas viaturas dos bombeiros estiveram no local e uma equipe da Energisa foi acionada para fazer o reparo em um cabo de energia que quase se rompeu. Conforme testemunhas, um adolescente de 14 anos ajudava o homem na hora do acidente, sofreu um choque leve, mas não precisou de atendimento médico.

Jornal Midiamax