Cotidiano

Estado de saúde do funcionário da gráfica que foi eletrocutado é gravíssimo

Ele segue internado na UTI

Renata Portela Publicado em 31/03/2016, às 13h27

None
img-20160330-wa0032.jpg

Ele segue internado na UTI

Robson Arguello de Macedo, de 25 anos, que sofreu choque elétrico na tarde de quarta-feira (30) e ainda caiu da escada de aproximadamente 4 metros segue em estado gravíssimo. Ele sofreu o acidente na Avenida Guaicurus, entada do Jardim Itamaracá. Segundo a Santa Casa de Campo Grande ele teve 60% do corpo queimado, e não 80%, como informado anteriormente.

Segundo a assessoria do hospital, Robson segue na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e sofreu várias fraturas e também queimaduras de 2º e 3º grau. Os ferimentos, que não foram especificados, ocorreram no rosto, cabeça, tórax, braços e pernas. Ele também sofreu um trauma no maxilar. A Santa Casa não tem informação se o paciente corre risco de morte, mas o estado dele é considerado gravíssimo.

Acidente

Robson subiu em uma escada de metal para trocar a lâmpada de uma placa de propagandas, que acabou encostando na rede de alta tensão. Ele sofreu o choque e foi arremessado ao solo, quando quebrou os dentes por conta do impacto. Robson sofreu várias queimaduras pelo corpo, além das fraturas.

Duas viaturas dos bombeiros estiveram no local e uma equipe da Energisa foi acionada para fazer o reparo em um cabo de energia que quase se rompeu. Conforme testemunhas, um adolescente de 14 anos ajudava o homem na hora do acidente, sofreu um choque leve, mas não precisou de atendimento médico.

Jornal Midiamax