Cotidiano

Dono de chácara multado em R$ 120 mil por manter lixão em área de preservação

No local havia contaminação 

Daiane Libero Publicado em 12/03/2016, às 11h33

None
3087be07-42b0-4b98-9e13-aba6bf23693a.jpg

No local havia contaminação 

Dono de chácara multado em R$ 120 mil por manter lixão em área de preservaçãoA PMA (Polícia Militar Ambiental) de Jardim realizou fiscalização no dia 10 de março, em chácara localizada em Sidrolândia – a 70 km de Campo Grande, e flagrou espaço com lixão a céu aberto dentro de área de preservação permanente. Segundo informações da polícia, a propriedade rural é situada a 7 km de distância da área urbana. O dono da chácara, de 60 anos, foi autuado com base na lei de crimes ambientais e multado em R$ 120 mil. Ele também será obrigado a recuperar a área degradada. 

No local havia uma cratera de um hectare de tamanho, para estração de cascalho, atividade que atingiu o lençol freático e uma nascente que formava um córrego. Três olhos d'água dentro das áreas de preservação também foram prejudicados. A retirada do cascalho, segundo informações da PMA, estava sendo realizada sem licença ambiental. No local, houve acúmulo de resíduos sólidos, lixo doméstico, restos de construção civil, resíduos esses que estavam vindo de Sidrolândia. As atividades da chácara foram suspensas até a decisão final do órgão ambiental competente.

Jornal Midiamax