Cotidiano

Depois da ‘friaca’, tempo fica quente e seco e aumentam riscos de queimadas

Frio pode voltar no Sul, na quarta-feira

Midiamax Publicado em 12/09/2016, às 17h12

None
campo_grande_0_1.jpg

Frio pode voltar no Sul, na quarta-feira

O dia amanhece claro nesta terça-feira (13), com névoa seca no período da tarde e baixa umidade do ar, próximo a 20%, na maior parte do Estado. Conforme o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), por meio do 7º Distrito de Meteorologia (SP e MS), o frio pode voltar na quarta-feira (14), porém acabar na sexta-feira (16). A baixa umidade do ar prevista para todos o Estado, aumenta os riscos de queimadas.

Mas, no Pantanal, sul e sudoeste a nebulosidade aumenta a partir da tarde e a umidade não estará tão baixa. A partir da tarde o vento estará forte em todo o estado. 

Na quarta-feira (14), o dia deve amanhecer nublado no sul e oeste do Estado e no decorrer do dia a nebulosidade avança. À tarde ocorre névoa seca e baixa umidade do ar, próximo a 20% no sul e 25% na Capital. A massa de ar polar, fria e seca penetra pelo sul do estado, abaixando as temperaturas.

Já na quinta-feira (15), o dia ainda estará nublado. À tarde ocorre névoa seca e baixa umidade do ar, próximo a 20% em áreas do sul. Sexta-feira (16), o dia estará mais aberto, depois de uma madrugada relativamente fria, o sol aparece entre poucas nuvens e as temperaturas se elevam rapidamente.

O município de Corumbá, a 444 quilômetros de Campo Grande, é a cidade com maior incidência de queimadas no Brasil em 2016. É o que aponta o monitoramento feito pela Divisão de Satélites e Sistemas Ambientais do CPTEC (Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos), vinculada ao Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).

Jornal Midiamax