Cotidiano

Com paralisação aprovada, sindicato e direção da Santa Casa discutem reajuste

'Operação tartaruga' pode começar na próxima semana

Midiamax Publicado em 23/09/2016, às 14h26

None
enfermeiros_santa_casa_-_siems_-6.jpg

'Operação tartaruga' pode começar na próxima semana

O presidente do Siems (Sindicato dos Trabalhadores na Área de Enfermagem de Mato Grosso do Sul) Lázaro Santana e a direção da Santa Casa de Misericórdia de Campo Grande estão reunidos desde o início da manhã desta sexta-feira (23). Eles discutem o reajuste de 11,30% reivindicado pela categoria.

Segundo o diretor financeiro do Sindicato, Sebastian Rojas, a direção do hospital alega problemas financeiros e afirma não ter condições de atender o pedido da categoria. "Eles não fizeram nenhuma proposta por enquanto. Até agora está decidido que mantermos a paralisação", ressalta.

Na última quarta-feira (22), os funcionários de enfermagem votaram pela chamada 'operação tartaruga', ou seja, redução de escala.

"O movimento foi aprovado por unanimidade. Faremos paralisações pela manhã das 7 às 10 horas, à tarde das 12h30 às 15h30 e à noite 18 às 21 horas. Nesses horários apenas 30% devem trabalhar", explicou Lázaro Santana, presidente do Siems. 

A reunião nesta sexta-feira começou por volta das 8 horas e foi interrompida às 11 horas sem acordo entre as partes. A discussão será retomada às 13 horas. 

Jornal Midiamax