Cotidiano

Clima de deserto: meteorologia alerta para baixa umidade do ar em MS e riscos à saúde

Níveis podem variar entre 20% e 30%

Wendy Tonhati Publicado em 01/08/2016, às 12h42

None
captura_de_tela_de_2016-08-01_092745.jpg

Níveis podem variar entre 20% e 30%

O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) emitiu alerta, valido até a terça-feira (2), para níveis baixos de umidade do ar. O alerta é valido para todo o Mato Grosso do Sul e algumas regiões de São Paulo. 

Conforme os meteorologistas, há leves riscos à saúde e o índice deve variar entre 20% a 30%. A OMS (Organização Mundial da Saúde), um nível considerado aceitável deve estar acima dos 30%. Com a queda da umidade, existem duas preocupações principais para a saúde. Além do ar poluído, as vias aéreas ficam mais ressecadas, o que favorece a intensificação de problemas respiratórios.

Tanto ressecamento pode causar até sangramentos no nariz, para quem tem problemas respiratórios como rinite e sinusite.Clima de deserto: meteorologia alerta para baixa umidade do ar em MS e riscos à saúde

De acordo com o Inmet, foram registradas as seguintes umidades no domingo (31): Aquidauana (19%); Sonora     (19%); Miranda (20%); Nhumirim (21%); Porto Murtinho(22%); Sidrolândia (23%); São Gabriel do Oeste (24%); Costa Rica (24%); Cassilândia (24%) e Água Clara (24%).

Jornal Midiamax