Cotidiano

Bernal nega ter dito que buracos são causados por motoristas: ‘Me levaram na maldade’

Prefeito recomendou diminuir velocidade

Guilherme Cavalcante Publicado em 28/01/2016, às 20h57

None
buraco_8.jpg

Prefeito recomendou diminuir velocidade

O prefeito Alcides Bernal (PP) negou, durante agenda pública na tarde desta quinta-feira (28), ter dito a veículos de imprensa que o alto número de buracos nos asfaltos da cidade é causado por motoristas. "Ou levaram alguma afirmação minha na maldade ou me interpretaram mal. Só um louco falaria isso. O que eu disse é que diante do estado das vias, os condutores precisam dirigir com cautela, precisam reduzir a velocidade", afirmou Bernal.

Ao explicar suas declarações, o prefeito chegou a admitir mais uma vez o estado de caos das vias urbanas. "As pessoas devem colocar em prática as aulas de direção defensiva, porque a cidade inteira está com buraco. Aliás, todas as cidades brasileiras estão com buraco. Então, vamos reduzir a velocidade", disse.

Em relação ao serviço de reparo de vias, Bernal também assumiu que não aceitará 'coisa mal feita' e apontou que o serviço requer qualidade técnica. "Não vamos aceitar reparos de má qualidade ou mal feita. As pessoas acham que tapa-buraco é só jogar pedra e terra, mas não é", destacou.

'A culpa não é minha'

Mais cedo, sem fazer um mea culpa, o prefeito criticou a ‘buracolândia’ que resultou após as chuvas que caíram desde o final de 2015, responsabilizou as gestões passadas pela má qualidade da pavimentação e estipulou prazo de aproximadamente um mês, a depender das condições climáticas, para os reparos.

"Se o tempo ajudar, em um mês vamos resolver os problemas de buracos na nossa cidade e gastando menos que a gestão anterior, que gastou R$ 272 milhões (em tapa-buraco), com esse dinheiro faríamos requalificação de muitas vias”, frisou. Bernal afirma que até agora investiu cerca de R$ 2 milhões para tapar cerca de 50 mil buracos em toda a cidade.

Jornal Midiamax