Cotidiano

ÁUDIO: cliente da Claro é chamada de surda em ligação para oferecer serviços

Empresa ainda não se manifestou sobre o caso

Wendy Tonhati Publicado em 13/09/2016, às 15h17

None
minhaclaro-tela-um-min.jpg

Empresa ainda não se manifestou sobre o caso

As ligações das empresas de telefonia tiram muitos clientes do sério, pois os atendentes não desistem ao ouvir um “não estou interessado”. A vendedora autônoma Nadir Dias de Oliveira, de Campo Grande, recebeu uma dessas ligações na última segunda-feira (12), da empresa de telefonia Claro. Ela não conseguia escutar direito a ligação e foi chamada de surda pela atendente.

A cliente possui uma aplicativo para gravar as conversas e encaminhou a ligação para o Jornal Midiamax. A vendedora recebeu a chamada às 12h54 e diz que da primeira vez, a ligação caiu. Na segunda tentativa, ela não conseguiu ouvir a atendente e foi chamada de surda. 

“Ela ligou da primeira vez e falava tão baixinho que eu não ouvia, por isso estava falando mais alto. Ela ofereceu o plano e eu falei que no momento não. Ela se exaltou e perguntou se eu era surda. Nem deu tempo de eu responder. Gostaria de compartilhar esta falta de educação”, diz. 

Leia a conversa:

Atendente da Claro: Alô. Está me ouvindo?
Cliente: Alô, pois não?
Atendente da Claro: Eu falo com a Nadir? (em tom alto) 
Cliente: Sim 
Atendente da Claro: Meu nome é Larissa. Eu falo da claro. Tudo bem? Estou entrando em contato, a Claro está liberando algumas promoções. 'Cê' usa internet ou só ligação?
Cliente: É só ligação. No momento não há interesse. Obrigada. 
Atendente da Claro: Para de gritar. Assim… Você é surda? Quem fala gritando é gente surda.

Nadir até tentou ligar de volta para o número, mas a ligação não foi aceita. Por meio do canal de atendimento ao cliente ela também desistiu de reclamar, pois nunca conseguia chegar no atendente. “Faz muito tempo que sou cliente da Claro e trabalho mais uma linha, mas o atendimento por telefone sempre demora muito e até prefiro ir direto na loja”. 

No ano passado, após ter se desentendido com uma atendente da empresa de telefonia e internet Claro, um morador do Rio de Janeiro recebeu a fatura da conta telefônica com uma mensagem em letras maiúsculas abaixo do nome e do endereço dele, dizendo: "cliente mal educado".

A Claro foi procurada, mas até fechamento deste texto, não se manifestou. 

WhatsApp: fale com os jornalistas do Midiamax

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp do Jornal Midiamax no número (67) 9207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.

Jornal Midiamax