Cotidiano

Professores rejeitam nova proposta da Prefeitura e greve continua

Proposta era parar greve e renegociar em setembro

Midiamax Publicado em 19/06/2015, às 20h31

None
editada_.jpg

Proposta era parar greve e renegociar em setembro

Os professores da Reme (Rede Municipal de Ensino) rejeitaram nova proposta da Prefeitura na tarde desta sexta-feira (19) e decidiram que a greve continua, completando o vigésimo quarto dia de paralisação.

O presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, vereador Mario Cesar (PMDB) levou pessoalmente a proposta do Executivo para a categoria na sede da ACP (Sindicato dos Professores de Campo Grande). Paulo Pedra (PDT), também esteve na ACP.

Segundo Mário, após reunião na quinta-feira (18) com o prefeito Gilmar Olarte (PP) e os secretários municipais, foi montada proposta de encerrar a greve neste momento, com a promessa de que a Prefeitura retomará as negociações em setembro, após readequar os gastos da folha de pagamento e o limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Em assembleia lotada, a categoria recusou novamente a proposta de forma unanime e agora discute os encaminhamentos para continuar a greve.

A greve

Os professores batem o pé pelos 13,01% de reajuste, previstos na Lei 5.411/14 para equiparação do piso local ao nacional, conforme preveem as legislações da União e do Município. Por causa do impasse com a Prefeitura, a categoria deflagrou greve dia 25 de maio.

Jornal Midiamax