Cotidiano

Planurb e representantes de catadores se reúnem para definir entrega de UTR

Entrega de UTR está prevista para a segunda quinzena de julho

Midiamax Publicado em 20/06/2015, às 14h59

None
utr_-_la.jpg

Entrega de UTR está prevista para a segunda quinzena de julho

Nesta segunda-feira (22), uma reunião entre a Planurb (Instituto Municipal de Planejamento Urbano), o Fórum Municipal Lixo e Cidadania e representantes dos catadores de lixo que trabalham no aterro sanitário, deve tratar sobre as obras na (Unidade de Tratamento de Resíduos), que foram iniciadas em julho de 2007.

Em 2012, a CG Solurb firmou contrato, no valor de R$ 1,8 bilhão, com a Prefeitura de Campo Grande para que pudesse assumir as obras. Em agosto de 2014, o superintendente concessionária responsável pelo gerenciamento de resíduos sólidos do município, Élcio Terra, havia afirmado que a UTR seria concluída até o dia 31 de janeiro de 2015.

A promessa atual é de que a UTR seja entregue na segunda quinzena de julho deste ano. Em reunião realizada em junho do ano passado, a Funsat (Fundação Social do Trabalho de Campo Grande) ficou responsável por oferecer capacitação aos catadores, no entanto, até o momento apenas 60 dos 429 catadores foram capacitados. Para o coordenador do Fórum Municipal Lixo e Cidadania, Luiz Carlos Cobalchini, existe uma “falha” na comunicação entre a Prefeitura e os trabalhadores.

“Houve uma falha na comunicação, no tratamento com os catadores. Muitos não estão preparados porque não se sentiram seguros. Provavelmente vamos ter em torno de 300 famílias que vão deixar de gerar renda diária. O objetivo que era promover qualificação se tornou mais um problema social por falha sistêmica do processo”, critica.

Com a aproximação da entrega, a preocupação dos catadores, é que muitos percam seus empregos. “Queremos ver o que vão decidir nessa reunião porque se fechar o lixão do jeito que está, muitas famílias vão perder sua fonte de renda”, diz um dos representantes que preferiu não se identificar.

Depois de pronta a unidade terá seis galpões que farão o processamento inicial de 60 toneladas de lixo por dia, no entanto, o Plano Municipal de Saneamento Básico e Gestão Integrada de Resíduos Sólidos da Capital, feito no ano de 2012, previa que uma coleta média aproximadamente 750 toneladas diárias de lixo. 

A reunião entre a Planurb, Fórum Municipal Lixo e Cidadania e representantes dos catadores de lixo, para definir questões pendentes sobre a abertura da UTR está agendada para esta segunda-feira, às 8 horas na Prefeitura. 

Jornal Midiamax