Cotidiano

Moradora de bairro nobre se assusta com espuma em água encanada

O fato ocorreu na Rua Vitório Zeolla, principal via do Carandá Bosque 

Midiamax Publicado em 26/02/2015, às 13h17

None
agua_com_sabao.jpg

O fato ocorreu na Rua Vitório Zeolla, principal via do Carandá Bosque 

Uma moradora do Bairro Carandá Bosque ficou surpresa ao abrir a torneira da cozinha para fazer comida, na noite desta quarta-feira (25). Ela conta que, misturado à água, saiu uma espuma transparente.

A revisora de texto, Greice Maciel, afirma que a espuma tinha uma aparência de sabão, porém, não é possível afirmar que era essa substância. “Parecia sabão, mas não sei ao certo. tentei analisar pelo odor, mas não havia cheiro forte”, conta.

Maciel diz que pretendia fazer o jantar para sua família com a água da torneira, mas, por conta disso, precisou usar água mineral. “Ainda bem que tenho em casa o galão de água potável”, diz.

A revisora afirma, ainda, não saber se o problema continuou nesta quinta-feira (26), pois saiu de casa apressada pela manhã e não abriu a torneira da cozinha. “Saí correndo e não sei se ainda está tendo espuma. Tenho uma amiga que trabalha na Águas e ela me disse que isso pode ter sido em virtude de um aumento da pressão”, explica.

O outro lado

Por sua vez, a concessionária Águas de Guariroba afirmou que uma equipe foi até o local a fim de identificar a causa do problema. Segundo a empresa, foi analisada a água do cavalete da casa, ou seja, o líquido antes de adentrar no imóvel e foi constatado que está normal. Desta forma, há uma grande chance de que o problema seja interno. Além disso, o marido da revisora confirma que o problema pode estar na caixa d’água.

Nesse sentido, ainda segundo a Águas, a equipe que foi ao local perguntou aos vizinhos se eles estariam com o mesmo problema e a resposta foi negativa.

Por fim, a Águas destaca que garante a potabilidade da água em Campo Grande. Para isso, são realizados, diariamente, exames bacteriológicos e físico-químicos em amostras coletadas em vários pontos da cidade. Segundo a empresa, são coletadas para análise, todos os dias, 130 amostras.

Jornal Midiamax