Cotidiano

Monitores americanos chegam a MS para iniciar fase presencial do Conexão Mundo

Ao todo são 14 monitores que vão ministrar aulas para 133 alunos do Sesi e Senai

Clayton Neves Publicado em 06/07/2015, às 14h27

None
unnamed.jpg

Ao todo são 14 monitores que vão ministrar aulas para 133 alunos do Sesi e Senai

Os monitores norte-americanos chegaram, neste fim de semana, a Mato Grosso do Sul para iniciar a fase presencial do Programa Conexão Mundo 2015, que ensina inglês via Facebook e Hangouts para alunos do EBEP (Educação Básica do Sesi aliado à Educação Profissional do Senai). Ao todo são 14 monitores que vieram dos Estados Unidos para ministrar aulas presenciais para 133 alunos do Sesi e Senai de Corumbá, Dourados e Três Lagoas.

Os coaches americanos chegaram sábado (4) a Campo Grande e, na noite desta segunda-feira (6), participam das cerimônias oficiais para marcar o início da fase presencial nas cidades de Corumbá, Dourados e Três Lagoas. Do total de 133 alunos, 48 alunos são do Sesi e Senai de Corumbá, 43 do Sesi e Senai de Dourados e 42 do Sesi e Senai de Três Lagoas.

Nesta fase, os alunos vivem momentos diferentes com algumas aulas de campo com os professores americanos, com visitas às unidades para conhecer os laboratórios de cursos técnicos, passeio cultural, visitas às indústrias, aulas presenciais com dinâmicas e brincadeiras. De acordo com a coordenadora do Conexão Mundo no Estado, Márcia Emiko Yamazaki, o Programa tem como objetivo elevar o nível de competência em inglês dos alunos, visando sua melhor colocação no mercado de trabalho, bem como aumentar a qualidade de ensino nas escolas do Sesi e Senai.

“O Sistema Indústria objetiva oferecer uma educação de qualidade, contextualizada com o mundo do trabalho, favorecendo a inserção de seus alunos no mercado e fomentando a competitividade da indústria”, afirmou Márcia Yamazaki. Na primeira etapa do Programa, os alunos participam das aulas virtuais, que são feitas pelo Facebook, Hangouts e plataforma de aulas Top Notch, um site especializado no ensino do inglês.

Nas aulas e atividades a distância, os alunos interagem pela Internet com os monitores americanos, sendo que cada monitor será responsável por uma turma de 10 a 12 alunos. Na segunda etapa, os monitores americanos vêm ao Brasil para dar aulas presenciais durante um mês.

Essas aulas serão realizadas de segunda a sexta-feira neste mês de julho, no período de férias dos alunos do EBEP, e envolvem dinâmicas, jogos e simulação de situações comuns do mercado de trabalho, enquanto a terceira etapa segue com mais dois meses de aulas pela Internet. Os 5% dos alunos concluintes que se destacarem durante o programa ganham 15 dias de imersão nos Estados Unidos, onde ficarão em casas de famílias americanas, conhecerão escolas de Ensino Médio, universidades, museus, entre outros, tudo para praticar o que aprenderam.

Jornal Midiamax