Cotidiano

Lojistas apostam no frio e enchem vitrines com agasalhos em promoção

Lojistas mantêm preço para liquidar estoque de inverno

Midiamax Publicado em 19/06/2015, às 16h31

None
_mg_0665_copia.jpg

Lojistas mantêm preço para liquidar estoque de inverno

Os casacos já tomaram conta das vitrines da maioria das lojas do centro de Campo Grande. A mudança é por conta da proximidade do inverno, que terá neste domingo (21). Assim como nos anos anteriores, muita gente deixou para comprar o agasalho de última hora, no entanto, dessa vez, a boa notícia, os preços não estão acima da média como ocorre normalmente no início de casa estação.  

A visual merchandising, Andreia Oliveira, explica que as peças começaram a ser trocadas para atrair a atenção dos clientes. “Temos de aproveitar a oportunidade para vender todo o estoque, por isso investimos muito nas vitrines e na entrada da loja”, explica.

O gerente comercial de uma rede de departamentos, Ricardo Baralti, ressalta que a intenção é garantir as vendas elevadas. “As peças de inverno são normalmente mais caras, mas a economia não permite elevar os preços. Queremos liquidar o estoque”, frisa.

Quanto às peças com mais saída, o gerente afirma que os casacos são as mais procuradas. “Fazemos um mix de tudo, cobertores, edredons, moletons, botas, mas os casacos são os mais procurados”, revela. A vendedora Gislena Duarte, diz que, na loja onde trabalha, além de mudar a vitrine, a estratégia é expor peças em promoção.

“Colocamos blusinhas de manga que estão na promoção para chamar a atenção dos clientes porque muita gente espera a chegada do frio para comprar”, relata. Este é o caso da supervisora financeira, Cecília Alves. “Nunca estou preparada até mesmo porque aqui não faz muito frio. Eu cheguei a comprar para a família, mas deixei o meu para agora”, declara.

A técnica de enfermagem, Rosângela Guimarães, tinha apenas um casaco e já viu que não será suficiente para este inverno. “Eu não estava preparada, fui pega de surpresa apesar de já estar mesmo na hora de começar a esfriar”, relata.

Além dos consumidores que deixam para comprar apenas próximo à nova estação, alguns querem renovar o guarda-roupa. A cozinheira Irani Anjos, por exemplo, não escapou de comprar uma peça de inverno para a filha de 16 anos. “Ela tem uns cinco ou seis casos, mas adolescentes são assim, sempre querem algo novo”, justifica.

Nas vitrines do centro de Campo Grande é possível encontrar, botas e jaquetas por R$ 129,90, moletons a partir de R$ 49,90 edredons de solteiro por R$ 39,90 e de casal por R$ 129,90.

Jornal Midiamax