Cotidiano

Índios retêm ônibus escolar e camionete da Prefeitura em protesto por melhorias

Ponte quebrada que impede ida de crianças à escola lidera reclamações

Midiamax Publicado em 09/06/2015, às 18h16

None
img-20150609-wa0063.jpg

Ponte quebrada que impede ida de crianças à escola lidera reclamações

Índios da Aldeia Sete Cerros retiveram um ônibus escolar e uma camionete da Prefeitura em protesto por melhorias na tarde desta terça-feira (9), em Paranhos, município localizado no sul do Estado que faz fronteira com o Paraguai e fica a 469 quilômetros da Capital.

Segundo o Cacique Pedro, cerca de 200 indígenas protestam em frente de escola perto da aldeia. “Somos trabalhadores, estamos aqui pedindo nossos direitos”, ressalta.

As principais reivindicações são a reforma de ponte que está quebrada desde o ano passado e impede a ida de cerca de 200 crianças para escola indígena, a entrega de merenda, que não tem sido feita, e a manutenção nas estradas. Eles pedem ainda que escola nova construída pela Prefeitura funcione.

“Esta escola nova não tem água nem energia. Eles nunca resolvem nossos problemas, tentamos na conversa, mas ninguém da Prefeitura aparece, somos obrigados a protestar”, destaca a liderança indígena.

Segundo o cacique, o ônibus e a camionete só serão liberados depois que atenderem às reivindicações. “Se em uma semana não fizeram nada vamos bloquear o trevo da saída para Amambaí”, alerta.

Sem resposta

A equipe de reportagem ligou duas vezes no celular do prefeito Júlio Cesar de Souza (PDT), mas ele não atendeu as ligações.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Jornal Midiamax

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp da redação, no número (67) 9207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem diretamente com os jornalistas do Jornal Midiamax. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total anonimato garantido pela lei.

Jornal Midiamax