Cotidiano

Estudante chega em casa e “dá de cara” com gambá

A presença de animais silvestres no meio urbano e principalmente em residências tem chamado atenção na Capital. 

Padrão do site Publicado em 07/10/2015, às 15h33

None
(Foto: Repórter WhatsApp)

A presença de animais silvestres no meio urbano e principalmente em residências tem chamado atenção na Capital. 

Na noite dessa terça-feira (6), uma estudante de 22 anos foi surpreendida por um gambá ao chegar em seu residencial, no bairro Vila Carlota, em Campo Grande. O fato chamou a atenção da jovem por nunca ter presenciado a situação.

Em contato com a PMA (Polícia Militar Ambiental), a estudante foi auxiliada a não se afligir com a presença do mamífero, pois, é comum encontrar a espécie na região em razão dos terrenos baldios ao redor.

A presença de animais silvestres no meio urbano e principalmente em residências tem chamado atenção na Capital. Segundo a PMA (Polícia Militar Ambiental), a frequência desses animais se dá em razão da fauna que vem se estendendo no meio urbano, mas a população não deve se intimidar com isso.

Conforme informações do Major da PMA Edmilson Queiroz, o crescimento do município e consequentemente a redução do habitat natural desses animais aproxima esses bichos com a cidade.

“Diversas unidades de conservação, reservas e parques estão dentro do município, o que justifica a expressiva presença deles na parte urbana. O fato não preocupa a equipe, pois, a população sabe lidar bem com a visita inesperada desses animais”, justifica.

A PMA explica que em casos semelhantes, a população deve ligar para a equipe da PMA para que possa receber as orientações necessárias. “Nós iremos identificar se o animal coloca a vida de alguém em risco. Se não houver essa preocupação, o que nós auxiliamos é que a pessoa fique tranquila pois, após uma hora eles voltam de onde vieram”.

Jornal Midiamax