Cotidiano

Carro cai em buraco na frente de evento municipal e constrange prefeito

Fato ocorreu pouco antes de coletiva sobre tapa-buraco

Midiamax Publicado em 11/11/2015, às 13h55

None
img-20151111-wa0022_ok.jpg

Fato ocorreu pouco antes de coletiva sobre tapa-buraco

Uma infeliz coincidência antecipou a coletiva de imprensa como o prefeito de Campo Grande Alcides Bernal (PP). O chefe do Executivo municipal convocou os jornalistas para explicar os trabalhos de tapa-buracos, iniciados hoje na Capital, no entanto, pouco antes do evento, uma condutora que passava pelo local, foi vítima do problema que se repete por toda a cidade.

O carro, dirigido por Cristiane Souza Santos, de 42 anos, caiu em um buraco na Avenida Coronel Antonino, próximo do Terminal General Osório, na região norte da cidade. Um dos pneus acabou estourando por causa do incidente.

“Acabei de furar meu pneu na Avenida. É um absurdo o que estamos passando. Nunca via a cidade desse jeito. Isso é perigoso. Vou esperar o prefeito para pagar a conta do meu prejuízo”, disse a condutora.

Pouco depois do ocorrido, Bernal chegou ao local e foi informado sobre o problema. Ele chamou a condutora para que pudessem conversar sobre o fato, no entanto, a mulher se recusou a falar com o prefeito. “Não vou senhor”, disse ainda nervosa por conta do problema.

Em seguida, Bernal lamentou o fato e tentou se justificar. “Assumimos a Prefeitura há pouco mais de 60 dias. Nossa cidade está esburacada. O problema é grave encaminhamos ofício para o Ministério Público Estadual, temos recomendações para retomar o serviço e estamos com a ordem serviço de recuperação das vidas de Campo Grande”, afirmou.

Nesta manhã, sete equipes retomaram o serviço de tapa-buraco na Capital. Os trabalhos, que devem custar R$ 2 milhões por mês, serão iniciados nas principais vias que ligam os bairros ao centro da cidade e fiscalizados por uma equipe composta por 29 profissionais. A estimativa é de que os buracos sejam tapados em 90 dias.

Jornal Midiamax