Cotidiano

Atletas são super-heróis por um dia e distribuem presentes, pipocas e picolés

Associação reuniu crianças no Parque das Nações

Midiamax Publicado em 04/10/2015, às 14h21

None
_mg_3514_copia.jpg

Associação reuniu crianças no Parque das Nações

A APSUP (AssociaçãoPantaneira de Stand Up Paddle) fez na manhã deste domingo (4) uma remada especial do Dia das Crianças no Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande. Os atletas se vestiram de super-heróis para divertir as crianças carentes da Sociedade Educacional Juliano Varela e da Sociedade Meimei do Grupo Espírita João Giraldelli.

De acordo com o presidente da APSUP, Marcelo Rebua, 35 anos, que estava vestido de ‘Flash’, a ação surgiu como uma iniciativa social para divertir as crianças. “Nos fizemos uma ação semelhante no Natal, a Remada Natalina, é um evento nacional, daí decidimos fazer a ação novamente, por isso a remada do Dia das Crianças”, explicou ele.

A criançada recebeu picolé, pipoca, ainda pode se divertir com bambolê, bola de sabão e cortar o cabelo. Após a remada, os super-heróis entregaram presentes em homenagem ao Dia das Crianças, que acontece no dia 12 de outubro.

Para o ‘super-homem’ e vice-presidente, Edson Zardo, 43 anos, a remada das Crianças é um forma de divulgar o esporte, que não é muito conhecido pela cidade. A campeã estadual da modalidade, Luana Salomão Zardo, 34 anos, a ‘Flash’, explicou que a iniciativa é um modo de divulgar a atividade e levar diversão para as crianças. “A criançada de hoje está carente de diversão. Nós trouxemos um pouco disso. A ação também divulga e dá visibilidade para o nosso esporte”, explicou ela.

Thomaz Reis, 37 anos, é proprietário de uma barbearia na cidade e levou dois barbeiros para cortar o cabelo das crianças. “Acho que vamos atender uma média de 30 crianças hoje, fazer os cortes de cabelo tradicionais e o que eles preferirem. Vamos divertir a criançada”, ressaltou ele.

Edelson Ortis, 24 e Vagner Tito, 41, levaram 17 crianças do Centro Espírita João Giraldelli, que fica no Bairro Dom Antônio Barbosa. “A criançada está se divertindo, eles gostam muito dessas atividades”, disse Vargner. Para Edelson, a ação incentiva o esporte. “Nós também trabalhamos com esporte na instituição. Eu sou monitor esportivo e trabalho o futebol com as crianças”.

Normeide Camargo Alonso, 26 anos, estava com os três filhos na remada. “Muito boa a iniciativa. Meus filhos estão adorando”, disse ela. Quando começou a remada, a criançada já conversava sobre quem ia ganhar chegar primeiro. Para Ana Júlia, de 5 anos, “a de vestido, a Flash vai ganhar”, já para seu irmão Welington, o superhomem ia ganhar.

Jornal Midiamax