Brasil

Polícia prende pedreiro que concretou jovem em parede após manter relação sexual com ela no litoral de SP

Mulher de 25 anos estava desaparecida havia pouco mais de uma semana

Gabriel Maymone Publicado em 06/10/2021, às 12h23

Joice Maria da Glória Rodrigues foi encontrada concretada em parede em São Vicente
Joice Maria da Glória Rodrigues foi encontrada concretada em parede em São Vicente - Reprodução

A Polícia Civil prendeu, na terça-feira (5), pedreiro, de 56 anos, que confessou ter concretado a jovem Joice Maria da Glória Rodrigues, de 25 anos, na parede de um imóvel em construção após matá-la estrangulada com uma camiseta. Ele alegou que antes de cometer o crime teria mantido reações sexuais com a vítima. A jovem estava desaparecida havia pouco mais de uma semana em São Vicente, litoral de São Paulo.

Conforme o portal G1, a investigação policial apurou que a vítima teria se encontrado com o pedreiro na rua em que fica localizada a obra a qual ela foi encontrada posteriormente.

No primeiro depoimento do suspeito, ele relatou que manteve relações sexuais com a jovem e que teria usado drogas. Depois disso, ela teria deixado o local. Ele disse, ainda, que a vítima parava no local de vez em quando para falar com ele.

No local onde o corpo foi encontrado, os policiais acharam plásticos vazios — normalmente utilizados para acondicionar cocaína, além de uma sacola com calcinhas na parte superior da construção, que foi apreendida.

O corpo foi encontrado após o proprietário do terreno observar que, no banheiro do piso térreo, o vão havia sido fechado com acabamento mal feito. Assim, golpeou a parede e sentiu forte odor. Então, acionou os policiais civis, que derrubaram parte da parede, constatando que o corpo estava dentro.

A vítima estava nua, com uma camiseta preta enrolada ao pescoço. Depois disso, policiais se dirigiram à residência do pedreiro e o prenderam em flagrante pelo crime de ocultação de cadáver. Nesse momento, conforme as autoridades, ele confessou ter matado a vítima estrangulada com uma camiseta, depois de ter mantido relações sexuais com ela. Também foi proferida voz de prisão por esse crime.

Outro suspeito, um homem de 35 anos, também foi preso pelo crime. Ainda não se sabe a motivação do crime nem qual seria a participação do segundo preso.

Jornal Midiamax