Brasil

Polícia Federal prende suspeitos de hackear sistema do STF

Mandados de prisão foram expedidos pelo ministro Alexandre de Moraes

Gabriel Neves Publicado em 08/06/2021, às 07h32

Imagem ilustrativa.
Imagem ilustrativa. - (Foto: Henrique Arakaki/Midiamax)

A Polícia Federal prendeu nesta terça-feira (8), três membros de uma organização criminosa suspeita de promover ataques cibernéticos contra o STF (Supremo Tribunal Federal).

Foram cumpridos cinco mandados de busca e três de prisão temporária em Goiás, São Paulo, e Pernambuco. As ordens de prisão foram expedidas por determinação do ministro de Alexandre de Moraes.

Em maio, o Supremo abriu inquérito para investigar a tentativa de invasão aos sistemas do STF. O ataque derrubou todos os acessos ao site da Corte, incluindo informações internas.

Segundo a PF, foram identificados os endereços de onde partiram os ataques, bem como as pessoas que, de forma sistemática e organizada, praticaram os crimes apurados.

Os investigados responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de invasão de dispositivo informático de uso alheio e associação criminosa, com penas que chegar a cinco anos de prisão.

*Com informações da CNN.

Jornal Midiamax