Brasil

Envio de verbas federais não foi suficiente para enfrentar pandemia, diz Witzel

Estadão Conteúdo Publicado em 16/06/2021, às 11h20

None
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Em depoimento à CPI da Pandemia nesta quarta-feira, 16, o governador cassado do Rio Wilson Witzel afirmou que o envio de verbas federais para os Estados enfrentarem a pandemia não foi suficiente. Ele também voltou a criticar a falta de cooperação pelo Ministério da Saúde durante o período. "Cooperação do Ministério da Saúde foi praticamente zero, foi uma descooperação (sic)", disse ele.

Wilson Witzel também reclamou do critério de distribuição dos recursos federais aos Estados. "Envio de verbas contra covid prejudicou Rio e São Paulo e prestigiou Nordeste", disse ele.

O presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), rebateu o ex-governador, lembrando que o formato de distribuição foi votado pelo Congresso Nacional, tendo como um dos critérios a sistemática do Fundo de Participação dos Estados (FPE). "O critério utilizado pelo Congresso pode até não ser bom para os Estados do Sul, São Paulo e Rio, mas o critério foi o fundo de participação dos Estados", disse o senador.

Witzel também fez críticas à atuação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em torno do controle de chegada de estrangeiros nos aeroportos brasileiros. "Anvisa não estava fazendo o controle. E eu fui duramente criticado porque tomei essa medida, fui chamado de tirano, ditador. Meu decreto proibia o ingresso de turistas no aeroporto", disse ele.

Jornal Midiamax