Brasil

DF recebe 100 respiradores doados por empresas chinesas

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal recebeu, hoje (27), 100 respiradores hospitalares doados por duas empresas chinesas. Segundo a pasta, os equipamentos serão destinados ao atendimento a pacientes com a covid-19 internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) de estabelecimentos públicos de saúde. Em nota, a secretaria garantiu que os 100 ventiladores pulmonares serão […]

Agência Brasil Publicado em 27/03/2021, às 22h50

None

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal recebeu, hoje (27), 100 respiradores hospitalares doados por duas empresas chinesas. Segundo a pasta, os equipamentos serão destinados ao atendimento a pacientes com a covid-19 internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) de estabelecimentos públicos de saúde.

Em nota, a secretaria garantiu que os 100 ventiladores pulmonares serão distribuídos, instalados e começarão a funcionar até a próxima segunda-feira (29). Doados pelas companhias chinesas Beijing Bytedance (dona, dentre outras, da plataforma Tik Tok) e Aliba, os aparelhos, após terem sido entregues no Aeroporto Internacional de Guarulhos, foram transportados até Brasília, gratuitamente, em um voo de carga da Latam, pois devido às baterias de litium, não poderiam ser carregados em voos comerciais.

O governador Ibaneis Rocha usou sua conta pessoal nas redes sociais para agradecer às empresas e à Agência Brasileira de Cooperação (ABC), do Ministério das Relações Exteriores, por auxiliar na resolução dos trâmites burocráticos. Destacando a importância dos equipamentos para a abertura de novos leitos hospitalares, o governador lembrou a campanha de arrecadação de fundos que o governo do Distrito Federal vem promovendo junto a empresários locais a fim de reunir recursos extras para a construção de hospitais.

Em nota, a secretaria distrital de Saúde detalhou como serão distribuídos os aparelhos. Quatorze deles irão para o Hospital de Base e quatro para o Hospital Materno Infantil (HMIB). Os outros 86 serão destinados às superintendências regionais de saúde (SRS) da seguinte forma: Oeste (25); Sudoeste (15); Central (10); Sul (6); Leste (6); Norte (5) e Centro-Sul (5).

Jornal Midiamax