Brasil

André Brandão deixa presidência do Banco do Brasil nesta quarta

Dentro do Palácio do Planalto, na tarde desta quarta-feira (13), o executivo, André Brandão, que estava até esta quarta-feira (13) na presidência do Banco do Brasil, acabou de anunciar seu desligamento da instituição. Este que assumiu a função em setembro de 2020, fazendo assim um mandato de apenas 4 meses. A cúpula do governo do […]

Carolina Rocha Publicado em 13/01/2021, às 16h32 - Atualizado às 16h37

Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil
Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil - Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Dentro do Palácio do Planalto, na tarde desta quarta-feira (13), o executivo, André Brandão, que estava até esta quarta-feira (13) na presidência do Banco do Brasil, acabou de anunciar seu desligamento da instituição. Este que assumiu a função em setembro de 2020, fazendo assim um mandato de apenas 4 meses.

A cúpula do governo do federal já havia feito algumas críticas ao executivo, alegando que passava mais tempo em São Paulo e distante do centro de comando da instituição em Brasília. André Brandão foi indicado ao cargo pelo presidente do Banco central Roberto Campos Neto.

Depois da posse de André, o ministro da economia, Paulo Guedes e o presidente do Banco Central, vêm discordando em alguns pontos sobre a condução do Banco do Brasil.

Nesta segunda-feira (11), o banco anunciou um programa de demissão voluntária e o fechamento de 361 agências em todo Brasil.

Programa de demissão voluntária e fechamento de agências

As chamadas modalidades de desligamento incentivado voluntário aos funcionários são as seguintes:

Programa de Adequação de Quadros (PAQ), a fim de otimizar a distribuição da força de trabalho, equacionando as situações de vagas e excessos nas unidades do banco. Além da opção de desligamento, o PAQ incentiva movimentações laterais para unidades onde existam vagas.

Programa de Desligamento Extraordinário (PDE), disponível a todos os funcionários do BB que atenderem aos pré-requisitos e é específico para o incentivo ao desligamento, com limite de 5 mil adesões.

Os programas possuem regulamentos específicos que estabelecem as regras para adesão, que não foram especificados no fato relevante anunciado aos investidores.

Programa de Desligamento Extraordinário (PDE), possui o limite de 5 mil adesões, é disponível a todos os funcionários do BB que atenderem aos pré-requisitos e é específico para o incentivo ao desligamento.

Jornal Midiamax