Brasil

Mandetta diz que não julga atitudes de Bolsonaro

Apesar de afirmar que a recomendação de distanciamento social “vale para todos os brasileiros”, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta disse que não vai julgar as atitudes de Jair Bolsonardo. O presidente se reuniu, na manhã deste sábado (11),  com eleitores na rua. Mandetta participou de uma visita com o presidente ao primeiro hospital […]

Bruna Vasconcelos Publicado em 11/04/2020, às 21h00 - Atualizado às 21h19

(Foto: Isac Nóbrega/PR / Agência O Globo)
(Foto: Isac Nóbrega/PR / Agência O Globo) - (Foto: Isac Nóbrega/PR / Agência O Globo)

Apesar de afirmar que a recomendação de distanciamento social “vale para todos os brasileiros”, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta disse que não vai julgar as atitudes de Jair Bolsonardo. O presidente se reuniu, na manhã deste sábado (11),  com eleitores na rua.

Mandetta participou de uma visita com o presidente ao primeiro hospital de campanha do governo federal, em construção no município de Águas Lindas (GO), a cerca de 50 km de Brasília. Segundo o portal Extra, após a visita, Bolsonaro saiu andando nas redondezas do local para conversar com apoiadores que se aglomeravam nas ruas.

Sem acessórios de proteção, como máscaras, Bolsonaro cumprimentou eleitores e contrariou as recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde) e do Ministério da Saúde de evitar aglomerações e realizar distanciamento social.

O noticiário ainda informa que, questionado sobre a saída do presidente para cumprimentar as pessoas, Mandetta afirmou não julgar a atitude e criticou a imprensa por tentar entrevista.

“Eu posso no máximo recomendar. Não posso fazer as coisas. Eu não julgo ninguém. Eu acredito no distanciamento. Estou extremamente desagradado por ter tanto microfone perto”, afirmou.

Sobre as recomendações de distanciamento, inclusive para o presidente, Mandetta explicou: “Vale para todos os brasileiros”.

Jornal Midiamax