Brasil

Justiça nega pedido de transferência de Suzane von Richthofen para o regime aberto

O pedido de progressão para o regime aberto de Suzane von Richthofen foi negado pelo TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) nessa quinta-feira (17). Ela permanecerá cumprindo a pena de 39 anos de prisão no semiaberto, que permite apenas saídas temporárias. Suzane é acusada de assassinar os pais em 2002 e cumpre pena na […]

Danielle Errobidarte Publicado em 18/09/2020, às 15h08 - Atualizado às 15h13

Pedido foi feito pelo defensor público de Suzane von Richthofen. (Foto: Reprodução/ Marcelo Gonçalves - Sigmapress Estadão)
Pedido foi feito pelo defensor público de Suzane von Richthofen. (Foto: Reprodução/ Marcelo Gonçalves - Sigmapress Estadão) - Pedido foi feito pelo defensor público de Suzane von Richthofen. (Foto: Reprodução/ Marcelo Gonçalves - Sigmapress Estadão)

O pedido de progressão para o regime aberto de Suzane von Richthofen foi negado pelo TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) nessa quinta-feira (17). Ela permanecerá cumprindo a pena de 39 anos de prisão no semiaberto, que permite apenas saídas temporárias.

Suzane é acusada de assassinar os pais em 2002 e cumpre pena na Penitenciária Feminina Santa Maria Eufrásia Pelletier, em Tremembé-SP. O comunicado do TJ-SP ainda informa que a decisão foi definida “por maioria dos votos”, e tomada pela 5ª Câmara de Direito Criminal.

O pedido, feito pelo defensor público de Suzane inicialmente em 2018, já havia sido negado. Agora, a decisão foi tomada novamente, com base nos novos argumentos apresentados. O processo tramita em sigilo na Justiça.

(Com informações da CNN Brasil)

Jornal Midiamax