Brasil

Força tarefa da Lava Jato acusa ex-presidente Lula por lavagem de dinheiro

O ex-presidente Lula, o ex-ministro Antonio Palocci e o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, são acusados pela força-tarefa da Lava Jato do Paraná, pelo crime de lavagem de dinheiro. A denúncia foi apresentada na última sexta-feira (11). Eles são acusados de ocultar doações da empreiteira Odebrecht ao Instituto Lula, no valor de R$ 4 […]

Danielle Errobidarte Publicado em 14/09/2020, às 15h56 - Atualizado às 16h16

(Foto: Reprodução/ Site do PT)
(Foto: Reprodução/ Site do PT) - (Foto: Reprodução/ Site do PT)

O ex-presidente Lula, o ex-ministro Antonio Palocci e o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, são acusados pela força-tarefa da Lava Jato do Paraná, pelo crime de lavagem de dinheiro. A denúncia foi apresentada na última sexta-feira (11).

Eles são acusados de ocultar doações da empreiteira Odebrecht ao Instituto Lula, no valor de R$ 4 milhões entre os anos de 2013 e 2014. Segundo a Lava Jato, os valores foram repassados em quatro doações, de R$1 milhão cada.

Ainda segundo a força tarefa, as investigações apontaram que, para dissimular o repasse de propina, Marcelo Odebrecht determinou que o valor fosse transferido como uma doação formal ao Instituto Lula.

O procurador da República Alessandro de Oliveira destacou que existem “centenas de provas, comunicações, planilhas e comprovantes de pagamento” que fundamentam a denúncia.

(Com informações da Veja)

Jornal Midiamax