Brasil

Doses da vacina de Oxford produzidas pela Fiocruz ficarão prontas em fevereiro

No Brasil, as primeiras doses da vacina de Oxford, contra o coronavírus, devem ficar prontas em fevereiro. A

Dândara Genelhú Publicado em 31/12/2020, às 07h24

(Foto: Divulgação / Prefeitura de Três Lagoas)
(Foto: Divulgação / Prefeitura de Três Lagoas) - (Foto: Divulgação / Prefeitura de Três Lagoas)

No Brasil, as primeiras doses da vacina de Oxford, contra o coronavírus, devem ficar prontas em fevereiro. A imunização está sendo produzida pelo laboratório AstraZeneca em parceria com a Fiocruz.

Assim, as primeiras doses estão previstas para serem finalizadas entre os dias 8 e 12 de fevereiro. Neste período é esperado que sejam entregues 1 milhão de doses.

Então, para isto, a produção deve começar em 20 de janeiro, quando os ingredientes e insumos do imunizante chegarem ao Brasil. Já nas outras semanas, a produção será escalonada, de forma que serão entregues cerca de 700 mil doses por dia.

As vacinas serão entregues para o Ministério da Saúde, por meio do PNI (Programa Nacional de Imunização). Lembrando que a imunização de Oxford é a única com contrato assinado no país e recebe prioridade do Governo Federal. 

De acordo com o calendário da Fiocruz, a previsão é de que sejam produzidas e entregues 70,4 milhões de doses entre março e julho. A partir de agosto, será iniciada a fabricação 100% nacional. Assim, devem ser entregues 100 milhões de doses no segundo semestre do ano.

Por fim, na quarta-feira (30), o vice-presidente de inovações da Fiocruz, Marco Krieger, afirmou que até 15 de janeiro a instituição deve realizar o pedido de registro à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Jornal Midiamax