Brasil

Brasil reabre fronteiras aéreas para turismo, mas MS fica proibido de receber voos internacionais

O Governo Federal autorizou a reabertura do espaço aéreo à estrangeiros, através de portaria publicada no Diário Oficial da União ontem (29). As restrições para trânsito terrestre ou transporte aquaviário permanecem, mas Mato Grosso do Sul foi incluído na lista de estados proibidos de receberem voos internacionais. O estado já ultrapassa a marca de 22 […]

Danielle Errobidarte Publicado em 30/07/2020, às 10h55

(Foto: Leonardo de França, Jornal Midiamax)
(Foto: Leonardo de França, Jornal Midiamax) - (Foto: Leonardo de França, Jornal Midiamax)

O Governo Federal autorizou a reabertura do espaço aéreo à estrangeiros, através de portaria publicada no Diário Oficial da União ontem (29). As restrições para trânsito terrestre ou transporte aquaviário permanecem, mas Mato Grosso do Sul foi incluído na lista de estados proibidos de receberem voos internacionais. O estado já ultrapassa a marca de 22 mil casos confirmados de Covid-19.

Além de MS, Paraíba, Rondônia, Rio Grande do Sul e Tocantins completam a lista de estados que não podem receber estrangeiros. Pelas novas regras, a viagem não deve ultrapassar 90 dias e o passageiro é obrigado a apresentar, à companhia aérea antes do embarque, um comprovante de seguro válido para o Brasil.

Com crescente número de casos nas últimas semanas, os cinco estado totalizam mais de 205 mil casos positivos. Na Paraíba, são 79.898. Em Rondônia, 37.634. No Rio Grande do Sul 64.496, e em Tocantins 23.517.

Há exato um mês, em 30 de junho, o governo havia restringido a entrada de passageiros de qualquer nacionalidade pelo prazo de 30 dias, também conforme portaria publicado em diário oficial. O texto dizia que as medidas poderiam ser prorrogadas. Desde o mês de março, o governo vinha seguindo as recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) como prevenção a pandemia de Covid-19.

Segundo o site da Infraero, estão previstos para hoje, no Aeroporto Internacional de Campo Grande, chegadas dos aeroportos de Guarulhos (São Paulo-SP), Viracopos (Campinas-SP) e Brasília (Distrito Federal), e partidas para os mesmos destinos, incluindo o Aeroporto Internacional Marechal Rondon (Cuiabá-MT).

Jornal Midiamax