Brasil

VÍDEO: suposto ‘pé de maconha’ nasce em calçada e deixa morador surpreso

Cultivo da planta é proibido no país      

Ana Paula Chuva Publicado em 18/08/2017, às 19h54

None

Cultivo da planta é proibido no país      

Um suposto ‘pézinho de maconha’ teria causado surpresa em morador na Bahia. De acordo com o site Correio 24h, a planta teria nascido entre o asfalto e a calçada em uma rua em Salvador.

No vídeo gravado pelo psciologo Gustavo Ban, na quinta-feira (17), a planta aparece rente ao meio fio. ‘”Pela obra divina e por um descuido de algum doidão nasceu essa plantinha aqui”, diz no vídeo.

A plantão tem o padrão de um exemplar de Cannabis, folhas pontudas com padrão dentado. Ele brotou na sarjeta em uma área bastante iluminada pelo sol, e teria aproximadamente 1 mês de vida.

“Pessoal, imagina que você está caminhando e de repente se depara com essa espécie de planta”, comenta Ban na gravação.VÍDEO: suposto 'pé de maconha' nasce em calçada e deixa morador surpreso

Ainda de acordo com o Correio 24h, o psicólogo relatou que teria ficado surpreso e acredita que alguém tenha descartado um cigarro de maconha ali. “Fiquei surpreso. Acho que alguém tava fumando e jogou o resto de um baseado e a natureza fez o seu trabalho. Tinha um cara da Limpurb, na rua, hoje, tirando matinhos. Pode ser que já tenha retirado”.

Ontem por volta das 10h à reportagem do jornal teria ido ao local mas a planta não estava mais lá, bem como todo o mato da sarjeta.  

A delegada Jamila Cidade, diretora-adjunta do Draco (departamento da Polícia Civil que investiga o comércio de narcóticos), considerou a situação inusitada, e afirmou que o material devia ser removido. “Se for verificado e, realmente, se tratar de uma erva que pode ser utilizada como droga, não se pode deixar lá (na rua). Precisa ver se realmente era. Isso é inusitado, nunca ouvir falar”, disse.

Vale lembrar que o cultivo de Cannabis no Brasil é proibido, e segundo a delegada Jamila, quem “semeia, cultiva ou colhe” maconha comete crime, previsto na Lei 11.343/2006, e pode ser penalizado com prisão de 5 a 15 anos.

Como neste caso, o plantio foi na rua, não é possível responsabilizar alguém. “O cidadão, quando se depara numa situação dessas, deve solicitar que uma guarnição compareça para verificar”, afirmou a delegada. Ela alerta ainda que existem plantas similares à Cannabis, que podem confundir o cidadão.

Assista o vídeo.

Jornal Midiamax