Brasil

Mãe confessa à polícia que jogou bebê no Lago Paranoá

 Foi encontrada na tarde desta quarta

Diego Alves Publicado em 12/04/2017, às 21h54

None
20170409193519588611e_1.jpg

 Foi encontrada na tarde desta quarta

A mãe do bebê encontrado morto no Lago Paranoá no último domingo (9) confessou à polícia que jogou a criança de 5 meses da Ponte JK. Elisângela Cruz dos Santos Carvalho, 36 anos, foi encontrada na tarde desta quarta-feira (12) e encaminhada à 10ª Delegacia de Polícia (Lago Sul).

O titular da unidade policial, o delegado Plácido Rocha adiantou que vai pedir a prisão preventiva dela. No documento a ser enviado à Justiça, será anexado o laudo psicológico da mulher, feito por uma psicóloga da Polícia Civil. Um juiz pode decidir por soltá-la, já que não houve flagrante. Ainda, o magistrado pode optar por interná-la em um hospital psquiátrico ou mandá-la direto para o presídio feminino do DF, a Colmeia. 

Elisângela estava no terreno de uma casa desocupada, na QL 26 do Lago Sul, há ao menos cinco dias. O imóvel está à venda. A sede do partido Pros é vizinha à residência. Acredita-se, que ela teve acesso ao terreno pela orla do Lago Paranoá. Ferdinand Andre Sousa da Silva, 40 anos, que trabalha na sede do Pros como editor de vídeo, foi quem a encontrou em cima de uma árvore, no quintal da residência, às margens do espelho d'água, e acionou a Polícia Militar.

Jornal Midiamax