Brasil

Empresa de segurança digital encontra banco de dados de 1,4 bilhão de senhas roubadas

Os dados são de sites como Netflix, Badoo e LinkedIn

Raiane Carneiro Publicado em 12/12/2017, às 22h12

None

Os dados são de sites como Netflix, Badoo e LinkedIn

Uma base de dados coletiva com cerca de 1,4 bilhão de logins e senhas roubados foi encontrada na “dark web” pela empresa de segurança 4iQ. As informações incluem dados de acesso de diferentes sites, como Netflix, Badoo e LinkedIn, e carteiras da moeda virtual bitcoin.

Um arquivo de 41GB está disponível na dark web e em plataformas de compartilhamento de torrent. Ele é facilmente acessado e organizado para facilitar que os dados sejam encontrados.

Segundo a 4iQ, essa é a maior base de dados roubados já encontrada na dark web.

A dark web reúne sites que existem primariamente em redes anônimas e que necessitam de programas especiais para serem acessados. Eles não podem ser encontrados em mecanismos de buscas usados na internet comum, como o Google.

Arquivo com senhas

Esse arquivo foi encontrado pela 4iQ no último dia 5 e foi atualizado pela última vez no dia 29 de novembro. O número total de dados (logins e senhas em texto) encontrados foi 1.400.553.869.Empresa de segurança digital encontra banco de dados de 1,4 bilhão de senhas roubadas

Eles estão organizados em diretórios estruturados em ordem alfabética, permitindo buscas rápidas pela plataforma.

“Nenhuma das senhas está criptografada. E o que é mais assustador é que nós testamos uma amostra dessas senhas e a maioria delas é verdadeira”, afirmou a 4iQ.

Não há uma identificação do “dono” do banco de dados roubados no sistema, mas há um número de uma carteira de bitcoin e dogecoin, duas moedas virtuais, para doações.

Jornal Midiamax