Brasil

Com suspensão de emissão de passaporte, companhias aéreas remarcam passagens

Cliente deve procurar diretamente cada empresa

Ana Paula Chuva Publicado em 06/07/2017, às 19h24

None

Cliente deve procurar diretamente cada empresa

Os passageiros que não conseguiram passaporte, após a suspensão da emissão do documento pela PF (Polícia Federal), poderão remarcar as passagens em algumas empresas aéreas.Com suspensão de emissão de passaporte, companhias aéreas remarcam passagens

Segundo o jornal O Globo, não há um posicionamento em conjunto pelas companhias aéreas e por isso a Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas) informou que fica a critério de cada empresa adotar a remarcação ou não.  A orientação é para que cada passageiro resolva diretamente com a companhia onde efetuou a compra do bilhete.

A associação ressaltou que não houve ainda registros de problemas por parte das associadas. E orienta que os clientes leiam as regras do contrato na hora da compra dos serviços.

Empresas

Ainda de acordo com o Globo, a Latam publicou um comunicado em seu site informando que os passageiros com passagens compradas até dia 28/06 para voos marcados até 28/07 saindo do Brasil para países onde é necessária a apresentação do documento, estarão isentos de multas ao mudar a data do voo – desde que a origem e o destino sejam os mesmos – no período de 30 dias, sujeito à diferença das tarifas e respeitando a validade do bilhete. É possível ainda., mudar o destino sem penalidade de multas, mas respeitando a validade e a diferença de tarifas. O cliente pode ainda solicitar o reembolso para bilhetes sem uso.

Na Air France-KLM os passageiros com bilhetes emitidos até 2/7 para voos marcados até 2/8 partindo do Brasil, estão permitidos a mudar a data da viagem (alterando o início do itinerário em até 30 dias), isentos de penalidades e diferenças de tarifas, mas a alteração está sujeita à disponibilidade. Ou para voar além dos 30 dias, sujeito à diferença de tarifas e respeitando a validade do bilhete.

Para a Azul Azul sustenta que a o cancelamento ou remarcação de bilhetes estão sujeitos às regras de cada passagem, mas que a empresa está tratando caso a caso com os clientes que estejam enfrentando esse problema.

A Avianca informou que os casos estão sendo avaliados individualmente. Já a  

E a GOL, cujo único destino internacional para onde voa atualmente com exigência exclusiva de apresentação de passaporte é Punta Cana, informou que a remarcação também é possível:

“Em função da suspensão momentânea da emissão de passaportes anunciada pela Polícia Federal no último dia 27, os clientes da GOL com viagens internacionais marcadas e que comprovem o agendamento junto ao órgãoemissor antes da data da viagem, poderão remarca-las sem custo pelos canais de atendimento online ou pelo número 0800 704 0465”, diz a nota emitida pela companhia.

Jornal Midiamax