Brasil

Homem morre ao pular de bungee jump em SP

Antos do salto, ele teria brincado com a possibilidade de pular com o filho

Henrique Kawaminami Publicado em 19/12/2016, às 12h44

None
mairinque_am8mpih.jpg

Antos do salto, ele teria brincado com a possibilidade de pular com o filho

Um homem morreu após cair de uma altura de aproximadamente 40 metros enquanto praticava bungee junp na ponte férrea Engenheiro Acrísio, que liga da cidade Mairique (SP) a Itu (SP), na manhã deste domingo (18). Testemunhas disseram que a corda esticou além do que devia.

A vítima identificada como serralheiro Fábio Ezequiel de Morais, tinha 35 anos e gostava de praticar esportes radicais.

"Ele era apaixonado por esportes radicais e sempre praticava, já até pulou de paraquedas", disse a esposa de Fábio, Michele Moraes, de 34 anos.

Ela disse que parte da família viajou de Valinhos (85 km de SP), onde moram, para a cidade vizinha de Mairinque para assistir ao salto de Morais. "Estava eu, meu cunhado e a noiva dele, além do nosso filho de seis anos". Fábio havia até brincado com a possibilidade de pular com o filho, mas ela não permitiu. "Nós fomos só para assistir, porque o restante da família tem medo. Só ele que tinha coragem de praticar esportes radicais".

O local é conhecido por ser ponto de treinamento de rapel do Corpo de Bombeiros e pela rotineira prática de esportes radicais.

Segundo relatos da equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) aos bombeiros, havia um colchão inflável no local, mas segundo Michele, o cabo usado pela empresa contratada para o salto foi maior que a distância entre a ponte e o chão. "Na hora que ele se jogou, já caiu no chão direto. Ele não foi puxado para cima de novo. Até existe um colchão, mas ele caiu fora dele", lembra a mulher.

A corda de segurança que limita o elástico teria rompido e Fábio Ezequiel de Morais ainda quicou no chão antes de acertar o colchão. A vítima chegou a ser socorrida pelo Samu e foi encaminhada ao pronto socorro de Mairinque, mas não resistiu aos ferimentos.

Por meio de nota, a empresa MF Locação de Equipamentos, responsável pela organização do salto, confirmou que o participante Fábio Morais sofreu uma queda e não resistiu aos ferimentos e faleceu. "Neste momento tão difícil para todos, os esforços estão direcionados para a assistência aos familiares de Fábio".

Ainda de acordo com a nota, a MF Locação de Equipamentos já está tomando todas as providências para apurar as causas do acidente e está acompanhando e colaborando com as investigações da Polícia Civil de Mairinque, que abriu inquérito para investigar o caso.

O corpo de Fábio foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Sorocaba (SP) e liberado para a família ainda durante a noite para o velório e enterro.

Jornal Midiamax