Brasil

SP: folião é assassinado com golpe de faca em bloco de rua

Rapaz teria se envolvido em briga ao final do bloco

Midiamax Publicado em 16/02/2015, às 01h01

None

Rapaz teria se envolvido em briga ao final do bloco

Um homem aparentando pouco mais de 30 anos, ainda não identificado, morreu na noite desse sábado depois de ser esfaqueado em um bloco de Carnaval na região central de São Paulo.

A vítima participava do bloco carnavalesco Tarado Ni Você, que homenageia o cantor e compositor Caetano Veloso, no cruzamento das avenidas Ipiranga e São João, quando foi atingida por outro homem. Socorrido, o rapaz chegou a ser levado para a Santa Casa, mas não resistiu.

De acordo com a Polícia Militar, a ocorrência foi registrada às 21h50 na altura do número 700 da avenida São João.

O caso foi encaminhado no 2º Distrito Policial, que o registrou como homicídio e o transferiu à 1ª Delegacia Seccional. Até as 16h15 deste domingo, ninguém havia sido preso, e a vítima seguia sem identificação.

Nas redes sociais, participantes do bloco comentaram o caso assustados. Em um perfil do Instagram, por exemplo, o ator Guilherme Franulovic relatou ter visto o momento em que, já ao final da festa, o esfaqueado e outro rapaz teriam brigado.

“O #blocotaradonivoce ocorreu perfeitamente até que quando estava finalizando, infelizmente dois caras que estavam ‘alcoolizados’, um deles olhou para o outro se estranhando, na segunda vez que ele olhou já deu uma facada em direção ao pescoço e foi tão rápido que eu pensei ‘foi um soco’, mas logo jorrou sangue e o cara caindo… Chamaram a ambulância, pararam o trio e o outro cara sumiu”, relatou.

Em uma das páginas do evento no Facebook, um internauta identificado como Joel Marques também disse ter visto a vítima ensanguentada na região da cabeça. “Eu tava passando do lado do bloco e vi ele abaixado no chão, como se estivesse vomitando. Daí ele levantou logo quando eu estava do lado e saiu cambaleando todo ensanguentado”, escreveu.

A reportagem do Terra conversou com um dos membros da organização, mas ele afirmou que o grupo só deve se manifestar nesta segunda-feira sobre o ocorrido.

Jornal Midiamax