Brasil

RJ: PM exclui 43 policiais acusados de cobrar propina

Eles foram investigados pela Operação Compadre

Midiamax Publicado em 21/02/2015, às 23h10

None

Eles foram investigados pela Operação Compadre

A Corregedoria Interna da Polícia Militar concluiu seis Procedimentos Administrativos Disciplinares (PADs) e publicou nesta sexta-feira (20), em Boletim Interno da corporação, a exclusão de 43 policiais militares. Os acusados foram submetidos a Conselho de Disciplina, que verificou a existência de fortes indícios de terem cometido os crimes de concussão e extorsão.

A partir das investigações desencadeadas pela Operação Compadre, ficou constatado o envolvimento destes policiais militares na cobrança de propina a comerciantes, empresários e ambulantes na região de Bangu e Honório Gurgel, na zona oeste do Rio. Segundo apuração da Corregedoria, estes policiais prejudicavam o policiamento ostensivo na área do 14º BPM (Bangu), deixando de servir à população e ignorando o combate ao transporte irregular de vans, kombis e mototaxistas.

A Operação Compadre foi desencadeada em 2012 e contou com a participação de agentes da Subsecretaria de Inteligência da Secretaria de Segurança e da Corregedoria da Polícia Militar, além do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público.

Jornal Midiamax