Le Blog Maria Antonia

Twitter apaga post racista de Mario Frias, por ter violado regras de conduta

O post foi entendido como conduta de propagação de ódio.

Maria Antonia Naegele Publicado em 16/07/2021, às 10h56

None
Foto: Reprodução

O secretário especial da Cultura do governo Bolsonaro, Mario Frias, postou um comentário direcionado a um ativista negro, dizendo que ele precisaria tomar banho. O assessor da Presidência, Tercio Arnaud Tomaz, reproduziu uma chamada do site Brasil247 com foto do ativista e título "Jones Manoel diz que já comprou fogos para eventual morte de Bolsonaro".

Tomaz comentou: "Quem caralhas é Jones Manoel?". Mario Frias então respondeu: "Realmente eu não sei. Mas se eu soubesse diria que ele precisa de um bom banho". Jones é um homem negro, com cabelo estilo black power e barba.

"O Twitter tem regras que determinam os conteúdos e comportamentos permitidos na plataforma, e violações a essas regras estão sujeitas às medidas cabíveis", afirma a empresa, em nota.

Após repercussão negativa, Frias tentou se justificar, associando sujeira com a militância comunista de Manoel e não com o cabelo black power - apesar de que no post anterior Frias tenha dito que não conhecia o ativista.

Foto: Reprodução/ Twitter

Jornal Midiamax