Variedades / Saúde

Ansiedade causada pela pandemia aumenta casos de DTM, saiba como identificar e tratar

Casos de disfunções na articulação da boca disparam e revelam o efeito nocivo no corpo causado pelo estresse da pandemia

Leandro Marques Publicado em 13/07/2021, às 07h00

None
Foto: Leandro Marques / Jornal Midiamax

Dores no maxilar, dificuldade de mastigar e estalos ou travamentos das articulações da mandíbula são alguns dos sintomas da ATM. A dor na articulação temporo-mandibular (ATM) é relatada como algo latejante e desconfortável. Ela pode ser súbita ou começar suavemente e se tornar cada vez mais intensa, mas há de se prestar atenção, pois os sintomas costumam variar, dependendo da causa.

Com a pandemia, os números de casos de ATM subiram muito em todo país, como causas principais estão o estresse, a ansiedade e outros distúrbios psicológicos que refletem fisicamente na articulação da boca. O Jornal Midiamax conversou com o especialista em disfunções da ATM, ronco e apneia, Dr. Victor Ferzeli, com 40 anos de profissão e cursos realizados em vários países, que comenta sobre este fenômeno que tem tirado o sono de muita gente.


Pandemia e ATM

“Uma situação muito encontrada nesses momentos de pandemia foi uma elevação muito grande na quantidade de pacientes com disfunção da ATM. Isso porque a grande maioria desses pacientes somatizam seu emocional na boca, apertando seus dentes e, ao fazer isso, acabam hiper ativando os músculos elevadores da mandíbula, de tal forma a desenvolverem dores nesses músculos, principalmente os músculos temporal e masseter, responsáveis pela sintomatologia de dores de cabeça e cansaço muscular na mastigação. Quando isso se cronifica, durante muito tempo, o paciente acaba deformando uma cartilagem dentro da articulação e, por conta disso, fazendo barulhos articulares ao abrir a boca, trazendo processos degenerativos dentro desta articulação”, explica o Dr. Victor Ferzeli.

Além do estresse e ansiedade, outras causas mais comuns da ATM são o apertamento dental, hábitos parafuncionais como mascar chicletes, roer unhas, entre outros. A boa notícia é que existem tratamentos excelentes para cuidar das disfunções da ATM, atuando com eficácia nas dores e, em 3 meses, é possível ser encontrada uma solução.

Placa de Estabilização Mioarticular (Foto: Leandro Marques / Jornal Midiamax)

Um dos tratamentos mais modernos para combater as dores da ATM é o uso dos aparelhos de estabilização mioarticular, que aliviam a tensão na articulação. Esses tratamentos, na grande maioria das vezes, não são invasivos, porém se demorar no cuidado é possível que o paciente necessite de tratamentos que invadam a articulação, ou até a cirurgia.

“Esses tratamentos encontram-se resultados logo nos primeiros dias, para a maioria dos pacientes, mas pode se estender a até 3 meses a solução total dos sinais e sintomas das disfunções da ATM”, garante o Dr. Victor Ferzeli. Outros recursos utilizados são ressonâncias magnéticas e tomografias, que também são utilizadas em alguns casos.

Para os que não suportam mais passar pelas dores da ATM e querem solucionar de uma vez por todas, basta procurar a Clínica Ferzeli, pioneira na área de Disfunção da Articulação Temporo-Mandibular e dores Orofaciais. Há quase quatro décadas em Campo Grande, a Clínica oferece o que existe de melhor para os seus pacientes, com tratamento especializado e humanizado.


Clínica Ferzeli (Foto : Reprodução)

A Clínica Ferzeli fica na Rua Pedro Celestino, 2130, agende sua consulta no telefone (67) 3325-6292.
Redes Sociais: @ferzeliclinica (Instagram), Clínica Ferzeli (Facebook), Clínica Ferzeli (YouTube) e @victorferzeli.

Jornal Midiamax