Variedades / Saúde

Idosa que esperou 1 ano por tomografia tem segundo AVC e aguarda vaga em hospital

Até o momento são 10 horas de espera

Tatiana Marin Publicado em 30/01/2017, às 20h34

None
crs_novabahia.jpg

Até o momento são 10 horas de espera

A superlotação dos hospitais de Campo Grande e longas esperas continuam caracterizando a saúde pública em Campo Grande. A idosa Elvira Ferreira Blum de 84 anos deu entrada no UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Nova Bahia às 7h50 desta segunda-feira (30) com sintomas característicos de AVC e conforme o filho da idosa, Vlademir Sérgio Ferreira, aguarda vaga em um dos hospitais de Campo Grande.

Vlademir diz que a mãe é paciente cardíaca e já teve um AVC há mais de um ano. “Logo após ela ter o primeiro AVC foi pedido uma tomografia que só foi realizada na semana passada”, conta. Segundo ele, ela deu entrada na UPA com perda de coordenação motora e perda da voz.

“Fui informado de que estão aguardando a liberação de vaga em algum hospital. A saúde está um caos mesmo. Essa demora é inconcebível”, reclama Vlademir. Ele diz que foram feitos apenas exames laboratoriais, mas nenhum diagnóstico conclusivo foi dado.

Consultada, a assessoria de imprensa da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) afirma que a vaga foi solicitada assim que a idosa recebeu os primeiros atendimentos, porém não confirmou diagnóstico. Foi informado ainda que a idosa está medicada e estabilizada em sala de emergência na área vermelha da UPA.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Jornal Midiamax

O leitor enviou denúncia ao WhatsApp da redação, no número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem diretamente com os jornalistas do Jornal Midiamax. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.

Jornal Midiamax