Variedades / Saúde

Governo do DF confirma primeira morte por febre amarela ‘importada’ em 2017

Paciente teria contraído a doença em Minas Gerais

Ana Paula Chuva Publicado em 19/01/2017, às 17h04

None
febre.jpg

Paciente teria contraído a doença em Minas Gerais

O governo do Distrito Federal confirmou nesta quinta-feira (19) a primeira morte por febre amarela registrada na capital em 2017. Segundo a Secretaria de Saúde, o paciente contraiu a doença em Minas Gerais e viajou para Brasília na sequência. Exames toxicológicos confirmaram a presença do vírus, de acordo com a Secretaria.

O secretário de Saúde, Humberto Fonseca, informou que o caso já estava contabilizado entre os oito mortos anunciados pelo Ministério da Saúde nesta quinta (18). A febre amarela foi confirmada, mas ainda é preciso saber se a doença foi causada por picada de mosquito ou por reação à vacina.

Por enquanto, está descartada a hipótese de que a doença tenha sido contraída em área urbana, ou seja, por uma picada do Aedes aegypti. Ao todo, 53 mortes registradas no leste mineiro são investigadas por suposta relação com a febre amarela.

Jornal Midiamax