Variedades / Saúde

Semana de combate à Hanseníase é realizada em Campo Grande

Em 2015, foram diagnosticados 91 casos na Capital

Wendy Tonhati Publicado em 27/01/2016, às 14h04

None
1422358080.jpg

Em 2015, foram diagnosticados 91 casos na Capital

Entre os dias 21 a 29 de janeiro, todas as unidades de saúde de Campo Grande vão intensificar as ações de busca de casos e conscientização da população sobre a Hanseníase, doença infectocontagiosa que atinge pele e nervos. 

No ano de 2015 foram notificados 91 casos novos da doença. Já no ano de 2014 foram notificados 113 casos novos. 

De acordo com a Prefeitura de Campo Grande, o último domingo de janeiro é comemorado o Dia Mundial de Combate à Hanseníase e a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) está promovendo, no decorrer do mês, ações de distribuição de panfletos, realização de palestras educativas, busca ativa de casos, diagnóstico e tratamento a fim de levar até a população informações sobre a doença seus sinais e sintomas objetivando assim o diagnóstico precoce e a diminuição das sequelas incapacitantes da doença.

Doença

Semana de combate à Hanseníase é realizada em Campo GrandeA hanseníase é uma doença infectocontagiosa, causada pelo bacilo-de-hansen e atinge pele e nervos. Os principais sinais e sintomas são: manchas esbranquiçadas, avermelhadas ou amarronzadas em qualquer parte do corpo e áreas da pele que não coçam, mas tem formigamento e dormência, com diminuição ou ausência de sensibilidade ao calor, frio, dor e ao toque.

A transmissão acontece quando o bacilo é eliminado pela pessoa doente durante a fala, espirro ou tosse. Por isso a importância do exame de todas as pessoas que moram ou convivem com o doente, que são chamados de contatos.

Jornal Midiamax