Variedades / Saúde

Hospital Regional de Coxim vai ter ala de hemodiálise a partir de abril

Instalação da área vai oferecer mais qualidade de vida e conforto para os pacientes.

Midiamax Publicado em 25/02/2016, às 11h40

None
rim.jpg

Instalação da área vai oferecer mais qualidade de vida e conforto para os pacientes.

O Hospital Regional de Coxim vai ter uma área para o tratamento de insuficiência renal a partir do mês de abril. O local terá capacidade para atender 80 pacientes e levará mais qualidade de vida para os renais crônicos de Coxim e das cidades de Alcinópolis, Rio Verde, Pedro Gomes e Sonora, que compõem a região.

O Projeto de Implantação do Centro de Hemodiálise no hospital foi apresentado na tarde da quarta-feira (24), pelo secretário Municipal de Saúde do município, Rogério Souto, em reunião com a Comissão Intergestores Regional (CIR) e Comissão Intergestores Bipartite (CIB).

Durante a reunião foram solicitadas a habilitação e a transferência dos recursos para custeio no tratamento dos renais crônicos do município, que eram repassados para Campo Grande, para Coxim. A expectativa é que já a partir de abril deste ano os pacientes façam hemodiálise no Hospital Regional.

“Apresentei nosso projeto de implantação de hemodiálise e foi aprovada nas duas comissões, tanta a habilitação, bem como a transferência de recurso para custeio, para realizarmos o tratamento de diálise em Coxim”, afirmou Souto.

Para a médica nefrologista e fundadora da Abrec/MS (Associação Beneficente Dos Renais Crônicos), Maria Aparecida Arroyo, a interiorização do tratamento vai dar mais qualidade de vida ao paciente. “É escravizante o paciente vir de Coxim para Campo Grande e fazer o tratamento e voltar para cidade. Ele sai da diálise canado, sonolento, muitas vezes, com a pressão alterada”, diz.

Ma a especialista alerta ainda que a qualidade do tratamento depende muito também de como o paciente o faz. “Depende do tratamento complementar, da medicação de alto custo, da alimentação e do apoio multidisciplinar. Isso tudo complementa e melhora a vida do pacientes”, salienta.

De acordo com a Associação Brasileira dos Centros de Diálise e Transplante (ABCDT) transferência estadual por Sessão de HD II (procedimento HD II – máximo de três sessões por semana) é de R$ 179,03, ou seja, cada paciente por semana representa um repasse de R$ 537,09 por semana, R$ 2.148,36 por mês. Assim sendo, por ano cada paciente representa um investimento de R$ 27.780,32. Esses dados são de dezembro de 2015.

Jornal Midiamax