Variedades / Saúde

Idoso enfrenta duas vezes no mesmo dia a ‘espera normal’ de posto de saúde

Cadeirante precisa de curativos e reclama da demora

Midiamax Publicado em 13/04/2015, às 00h16

None
foto-de-erisipela.jpg

Cadeirante precisa de curativos e reclama da demora

O aposentado Nicolau Vargas, de 68 anos, viveu como ninguém a ineficiência da Rede Pública Municipal em atender com celeridade os campo-grandenses. Paciente de erisipela, ele precisou ir ao Posto de Saúde do Nova Bahia por duas vezes neste domingo (13). Uma das oportunidades foi até o local pela manhã, para ser avaliado por um médico, e ter as recomendações de medicamento e tratamento da doença. Na segunda vez, quando chegou às 17h20 foi até a unidade da Rede Pública para fazer curativos, surpreendentemente também precisou esperar por quatro horas até ser consultado por um médico. 

Seu Nicolau terá de fazer a ‘via-crúcis’ até o dia 18 de abril segundo as recomendações médicas, que incluíram também não deixá-lo sentado na cadeira de rodas por muito tempo. Morador do Bairro Campo Belo ele depende da ajuda da família e de amigos para ser levado até o Posto de Saúde do Nova Bahia.

“Se hoje que era domingo foi toda essa demora e as outras pessoas do posto passaram pelo mesmo teste de paciência, imagina durante a semana? O prefeito já afirmou que o ideal seria no máximo duas horas de espera e a gente enfrenta o dobro. Ainda precisa passar por isso cada vez que vai ao posto mesmo com tudo já prescrito”, reclama a acompanhante de Seu Nicolau no tratamento deste domingo (12) na Unidade Básica de Saúde do Nova Bahia. 

Jornal Midiamax